O fato de vivermos uma rotina online e altamente conectada também mudou o jeito de fazer marketing. É impossível ignorar os canais digitais e, por isso, eles passaram a ocupar lugar de destaque nas estratégias corporativas de marketing e comunicação das empresas. Um conceito em que muito se ouve falar é o de automação de marketing. Mas você sabe o que esse conceito realmente significa?

O ponto de partida para entender seu alcance é desmitificar a crença de que ações virtuais realizadas automaticamente, ou automatizadas por software,  possam ser tratadas como automação de marketing.

A Resultados Digitais, uma das líderes do pulsante mercado do marketing digital no Brasil, traz uma definição pontual e bastante esclarecedora, tratando automação de marketing como “entender e agir de forma personalizada e escalável com as pessoas que interagem com sua empresa nos diferentes canais online”.

Na prática, isso significa que uma estratégia de automação vai bem além do envio de e-mails, sendo aplicável, com benefícios, nas diferentes etapas que compõem as estratégias de marketing.

Os processos automatizados com feedback e melhoria

Se pensarmos nas ações de comunicação, o que será automatizado é o processo que, tecnicamente, é chamado de nutrição de leads. E nisso, sua empresa vai contar com softwares focados em atividades automáticas, como postagens em blogs e perfis de redes sociais,  envio de e-mails e monitoramento do tráfego e do comportamento dos usuários no site.

Automatizar essas atividades é ganhar tempo, contando ainda com a possibilidade de acompanhar o desempenho de cada campanha. Uma mensuração que aumenta, e muito, a chance de acertar ou corrigir ações sem desperdiçar esforço e verba, deixando de atingir objetivos.

Uma boa estratégia de automação, apoiada em softwares adequados, facilita a criação de e-mails e landing pages, sem a necessidade de recorrer a complexos recursos de programação. A criação de campanhas de conteúdo e anúncios em redes sociais também se torna mais funcional, bem como as atividades de segmentação e monitoramento dos leads, com total integração com os CRM’s e panorama de retorno sobre o investimento (ROI).

Automação de marketing presente no bom atendimento

Quando se pensa na automação de marketing voltada para os canais de atendimento, também surgem ferramentas que oferecem agilidade e personalização, em suportes guiados por padrões de excelência. Além disso, os softwares de automatização de atendimento focam na criação de histórico e permitem análise e aprimoramento constante.

Um bom exemplo são os chatbots, softwares especializados em atendimento e capazes de fornecer respostas básicas, ou até mesmo, ir desenvolvendo potencialidades de resposta na interação com os usuários. Pode até parecer coisa de filme de ficção científica, mas chatbots são mais acessíveis do que parecem e trazem ao cliente a sensação de que estão mesmo conversando com outra pessoa.

Na base desse tipo de ferramenta, estão modelos de inteligência virtual que já norteiam mecanismos com os quais estamos rotineiramente convivendo, como a categorização e organização de fotos pelo Google Photos. Outro exemplo é o Google Analytics, que gera indicadores fundamentais para as estratégias de marketing digital corporativo e vêm aprimorando sua potencialidade de oferecer insights baseados nas informações que gera.

Essas perspectivas, assim como os chats de atendimento por softwares automatizados, vêm da aplicação de inteligência artificial. É a tecnologia ajudando a aprimorar o seu negócio e permitindo o uso de ferramentas que não apenas tornam os processos automáticos, mas singularizam e focam na experiência positiva do usuário.

Agregando vantagem competitiva

Para falar um pouco mais sobre a presença e os benefícios da automatização de atendimento, que tal uma passada por alguns números?

– Pesquisa da Microsoft indica que 93% das pessoas já utilizaram um portal de autosserviço e 98% esperam que empresas tenham um portal de autoatendimento online;

– 45% das organizações que oferecem autoatendimento em dispositivos móveis e na web perceberam aumento de tráfego em seus sites e redução de chamadas telefônicas, segundo a Destination CRM.

– 50% das empresas que oferecem autoatendimento em mídias sociais perceberam aumento na satisfação de seus consumidores, segundo a Ciboodle.

Cada vez mais preparadas para responder a alta exigência e a hiperconectividade que guiam as experiências de consumo, as plataformas de gestão automatizada do atendimento trazem vantagem competitiva e um excelente caminho para um serviço de atendimento eficiente e capaz de gerar satisfação para os fãs da marca.