Investir milhões em posts patrocinados no Facebook talvez seja uma grande furada para a empresa. Não porque o post seja ruim, o social media tenha feito uma segmentação pobre de público ou algo do tipo, mas porque seu público pode nem estar no Facebook para começo de conversa. O melhor canal não é aquele que a empresa decide, mas sim aquele onde o cliente está.

Para que suas estratégias de marketing e atendimento funcionem, é preciso escolher um canal eficiente. Se o seu público procurar e perceber que sua marca não está nos seus canais preferidos, eles talvez procurem a concorrência.

Outra possibilidade é que campanhas praticamente perfeitas fracassem porque a equipe de divulgação escolheu um canal que simplesmente não serve para seu público. Você realmente quer deixar que estratégias ótimas morram por causa de um erro pequeno  como esse?

Importância de saber o melhor canal para atingir seu público

Para que alguém veja sua marca e fique interessado, ele precisa fazer parte de um público específico. Dependendo do produto ou serviço oferecido, esse público pode ser um nicho bastante restrito. Considere também que existe uma variedade enorme de redes sociais e canais de comunicação onde o público pode estar. Será que você sabe qual é o preferido do seu cliente ideal?

Investir em um canal de comunicação pode ter um custo bastante alto e sabe o que ocorre quando ninguém na empresa sabe qual é o melhor canal para investir? Excesso de gastos e poucos resultados.

A variedade de meios onde é possível se comunicar com o cliente traz essa pequena dificuldade atualmente. Contudo, quando a empresa sabe definir a maneira ideal de se comunicar com seu público, ela consegue superar esse desafio. É exatamente isso que abordaremos nesse artigo.

Definição de persona

Criar a persona, ou personas, do seu negócio é o ponto inicial para escolher o melhor canal de comunicação. Na verdade, é o ponto inicial para qualquer estratégia de divulgação, atendimento e marketing eficiente. Persona é basicamente o perfil ideal de consumidor para a empresa. Porém, é importante lembrar: não é a empresa que consegue definir a persona, mas os próprios consumidores.

Não faz sentido? Muitos erram ao tentar definir a persona baseando-se em conhecimentos dos próprios colaboradores e profissionais de marketing. Mesmo ao tentar imaginar que um público específico gostaria de comprar seus produtos, dessa forma, não é possível desenhar um perfil com precisão. A forma mais adequada para definir uma persona é por meio de pesquisas com clientes reais.

O método mais comum é o questionário, mas você pode utilizar ferramentas como formulários e chatforms para obter informações. Após a coleta de dados a equipe consegue fazer uma análise cuidadosa e definir qual é o perfil ideal para um comprador. Faça o perfil mais detalhado possível, incluindo:

  • Interesses;
  • Hobbies;
  • Comportamentos de compra;
  • Faixa etária;
  • Dados socioeconômicos;
  • Profissão.

Em resumo, tudo que possa influenciar a decisão de compra deve estar no perfil da persona. Nessa hora, você descobrirá em quais canais esse consumidor prefere comprar e em quais está mais presente.

Quem vende para jovens entre 18 e 25 anos, por exemplo, talvez encontre uma população muito presente no Facebook e Instagram. Ou seja, esses canais devem estar em destaque nas opções de divulgação e atendimento da empresa. Investir somente em e-mail e site seria um erro e não daria tanto retorno quanto as redes sociais podem dar.

Onde está a concorrência

Ao definir a persona, você estará bem direcionado para encontrar o melhor canal para sua estratégia. Mas vale a pena conferir também em quais canais a concorrência direta do seu negócio investe. Talvez exista um nicho de consumidores nesses canais que têm interesse no seu tipo de produto ou serviços.

Para descobrir se essa presença da concorrência deve significar algo para suas estratégias, será necessário realizar mais pesquisas. Você precisará descobrir qual é o tipo de público atingido por esses canais e se ele é adequado para aquilo que deseja vender. Nada de começar a investir sem antes saber se está no canal correto para seu negócio.

Na hora de definir em quais canais sua empresa atuará é preciso ter em mente que sua presença neles afetará diretamente a satisfação do consumidor. Entrar em contato com o cliente no seu canal de preferência, significa dar maior comodidade e conforto para ele. Portanto, a experiência de compra consegue atingir seu potencial e melhorar as chances de fidelizar e reter esse cliente. Isso quer dizer que pesquisar e pensar muito antes de investir em um único canal vale a pena e pode trazer muito retorno.